Conexão MT

Notícias de Mato Grosso e do Mundo

19 doenças que provocam dores intensas (e que jamais deve ignorar)

19 doenças que provocam dores intensas (e que jamais deve ignorar)
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

A dor é o principal sinal de alerta de que algo não está bem no nosso corpo e de que devemos procurar ajuda para nos protegermos. Mas alguma vez parou para pensar nas doenças que provocam as piores dores?


Especialistas do Serviço Nacional de Saúde britânica reuniram as 20 doenças responsáveis por causar as dores mais intensas que o corpo humano pode sentir. Veja abaixo:

Endometriose 

Designação dada ao processo clínico no qual as células que constituem o endométrio se encontram fora da sua localização normal: no peritoneu pélvico, nos ovários, na bexiga, no apêndice, intestinos ou até no diafragma, por exemplo. A dor é o principal sintoma e é muito incapacitante. Pode surgir sob a forma de cólicas intestinais, associadas à menstruação e, inicialmente, pode ser alivada com anti-inflamatórios ou com a pílula. Porém, com o passar do tempo, deixa de responder ao tratamento. Se afetar a bexiga, pode ocorrer dor e perda de sangue na urina.  Em alguns casos, a dor manifesta-se ainda durante o ato sexual.

Hérnia discal

Ocorre quando o núcleo pulposo de um disco força e rompe o anel fibroso exterior, passando para o espaço vertebral. Pode causar dor, dormência e perda de força na área do corpo correspondente ao nervo comprimido. 

Apendicite

Trata-se de uma inflamação do revestimento interno do apêndice, uma pequena estrutura situada na primeira porção do intestino grosso, no lado direito do abdômen. Pode provocar dor abdominal em torno do umbigo. Mais tarde, a dor tende a deslocar-se para a região inferior direita do abdômen. 

Capsulite adesiva ou ‘ombro congelado’

De origem desconhecida, manifesta-se por dores ocasionais no ombro, predominantemente noturnas, e por uma restrição progressiva da mobilidade do ombro.

Enfarte do miocárdio ou ‘ataque cardíaco’

Ocorre quando uma ou mais artérias que irrigam o coração ficam bloqueadas e este não recebe sangue e oxigênio nas quantidades que necessita, fazendo com que as células da área afetada morram. A dor em forma de aperto, sensação de peso ou pressão no centro do peito, é um dos principais sinais de alerta. Essa dor pode passar para as costas, braço esquerdo, maxilar ou pescoço. 

Enxaqueca

É uma cefaleia primária em que ocorrem episódios de dor muito intensos, intervalados por períodos sem quaisquer sintomas.

Cefaleia em salvas

É um dos tipos de dor de cabeça mais comuns. Não é resultado de outro problema de saúde.

Artrite 

De causa desconhecida, é uma doença reumática inflamatória. Pode causar dores articulares inflamatórias ou musculares difusas

Gota

É uma patologia reumática e incapacitante. Surge como consequência de hiperuricemia, ou seja, do excesso de ácido úrico no sangue e do acúmulo nas articulações sob a forma de cristais de monourato de sódio.

Litíase renal (pedras nos rins)

Trata-se de uma das causas mais frequentes de cólicas renais e provoca dores intensas e incapacitantes. A dor da cólica renal não tem nenhuma posição de alívio.

Síndrome da dor regional complexa

Caracteriza-se por uma dor extrema num membro. É crônica e pode desenvolver-se após uma lesão, cirurgia, um acidente vascular cerebral ou ataque cardíaco. 

Fraturas

Acontecem sempre que um osso é sujeito a uma força que excede a sua capacidade de adaptação, havendo dor marcada no local.

Zona ou herpes zóster

É uma infeção viral que se manifesta através de erupções cutâneas, normalmente compostas por pequenas bolhas com líquido. Provoca não só dores de cabeça como formigueiros ou picadas em zonas específicas da pele.

Dor ciática

Na verdade, não é uma doença, mas sim um sintoma de uma condição médica subjacente. A posição sentada agrava a dor, que se acompanha de uma sensação de queimadura ou de formigueiro. 

Nevralgia

É um episódio de dor muito intensa que se assemelha a um corte, choque ou queimadura, sendo mais comum na face e pescoço. Ocorre associado a uma lesão de um nervo.

Pancreatite aguda

De duração relativamente curta, caracteriza-se por dor intensa na região superior do abdômen que irradia para as costas. 

Fibromialgia

É uma doença crônica que se carateriza por queixas neuromusculares dolorosas, bem como pela presença de pontos de dor em regiões específicas. A dor que pode afetar uma grande parte do corpo.

Úlcera gástrica ou no estômago 

É uma ‘ferida’ que ocorre no revestimento do estômago. Podem também aparecer no duodeno ou no esôfago. As dores abdominais descritas como uma queimadura que ocorrem duas a três horas após as refeições são as queixas mais comuns.  Em casos mais graves, as dores são mais intensas, há rigidez abdominal e perda de sangue no vómito ou pelas fezes.

Dor pós-operatória

É comum sentir alguma dor após uma cirurgia. A intensidade varia de acordo com o tipo de operação.

Comentários