Conexão MT

Notícias de Mato Grosso e do Mundo

Avião desaparecido na 2ª Guerra é achado após 77 anos em montanha na Índia

Avião desaparecido na 2ª Guerra é achado após 77 anos em montanha na Índia
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Um avião utilizado pelo exército dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial foi encontrado 77 anos após desaparecer na região de Arunachal Pradesh, na Índia. Os restos da aeronave, identificada como uma C-46, foram descobertos em dezembro de 2021, durante uma expedição liderada pelo explorador Clayton Kuhles, mas a informação só foi divulgada nesta semana.

Kuhles é fundador da MIA Recoveries, organização sem fins lucrativos que localiza aeronaves desaparecidas durante a guerra e busca restos mortais de combatentes para entregar aos familiares. No caso da mais nova descoberta, segundo o jornal indiano Deccan Herald, não foi possível encontrar resíduos humanos no local, mas há pistas nas redondezas.

De qualquer forma, o resultado foi bastante valioso para uma família em especial. A expedição foi montada após um pedido feito por um policial aposentado de Nova York, chamado Bill Scherer. O pai dele, o primeiro-tenente William K. Scherer, estava a bordo da C-46 em 6 de janeiro de 1945, quando a aeronave sumiu nos arredores de Arunachal Pradesh.

“É triste, mas satisfatório”, disse Bill em entrevista à agência de notícias AFP. “Cresci sem pai. Tudo no que penso é na minha pobre mãe, recebendo um telegrama e descobrindo que meu pai está desaparecido e ela tendo que ficar comigo, um bebê de 13 meses”.

Com quatro tripulantes e nove passageiros, o avião percorria o trajeto entre a cidade de Kunming, na China, e Chabua, na região indiana de Assam, durante uma tempestade. O destino nunca foi alcançado, e o desfecho da viagem permaneceu sem solução por 77 anos, apesar do forte indício de que teria sido trágico.

Os pedaços da aeronave foram encontrados em uma montanha coberta de neve em Dapha Bum, dentro do Parque Nacional Namdapha. Kuhles caminhou por oito dias ao lado de caçadores de uma tribo da comunidade Lisu até chegar ao local e encerrar a missão, iniciada há meses.

“Foi uma expedição muito difícil”, disse Kuhles em entrevista por e-mail ao Deccan Herald. “Montamos um acampamento em Dapha Bum depois de atravessar os rios Dihing e Namdapha. A profundidade do rio fazia a água bater no peito em alguns locais, tornando essas travessias extremamente perigosas ao carregar mochilas pesadas”.

Apesar de não ter encontrado restos mortais no avião, o explorador disse que caçadores encontraram alguns vestígios de material humano perto dos destroços. “Estamos esperando ansiosamente encontrar esses restos humanos há décadas”, disse.

Segundo Kuhles, a rota que aviões faziam entre China, Mianmar e Índia rendeu muitos desaparecimentos ao longo da Segunda Guerra. Mais de 500 aeronaves dos EUA e 1.200 pessoas desapareceram na região. Desse total, cerca de 400 pessoas nunca foram encontradas.

Comentários