Conexão MT

Notícias de Mato Grosso e do Mundo

Bento diz que R$ 2,4 bi irão bancar desconto na conta de luz de quem economizou

Bento diz que R$ 2,4 bi irão bancar desconto na conta de luz de quem economizou
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) afirmou nesta quinta-feira (20) que um total de R$ 2,4 bilhões será destinado para desconto na conta de luz dos consumidores que, entre setembro e dezembro, fizeram redução voluntária do uso de energia. O bônus será abatido das contas de janeiro.


“No mês de janeiro as distribuidoras de energia vão depositar nas contas de consumidores R$ 2,4 bilhões. Recurso dos consumidores que fizeram economia voluntária de energia, de pelo menos 10%; Presidente, R$ 2,4 bilhões na conta de 40% dos consumidores brasileiros. Automaticamente na conta, vai ser abatido na conta do consumidor”, disse o ministro, durante a tradicional live semanal do presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Isso também foi fundamental para que nos superássemos o desafio da escassez hídrica que tivemos, da seca que tivemos no país”, disse Bento.

Como parte para combater a crise hídrica, o Programa de Incentivo à Redução Voluntária do consumo de energia elétrica vigorou de setembro até o final de 2021 e concedeu um bônus de R$ 50 a cada 100 kWh reduzidos. A economia, no entanto, ficou restrita a uma faixa que varia entre 10% e 20%

Quem estiver abaixo não recebe o prêmio e quem ultrapassar será remunerado pelo teto.

À época do lançamento, o programa gerou críticas. Para o ex-diretor do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) Luiz Eduardo Barata, “redução voluntária de consumidor residencial não existe”. Para ele, ou se “faz algo compulsório ou a economia vai ser pífia.”

Além do mais, como na prática os ganhos e perdas são rateados por todos os consumidores, ao final, mesmo aqueles que não fizerem economia pelo programa acabam beneficiados.

Comentários