Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Busca explode e site para consultar dinheiro esquecido em bancos sai do ar

Busca explode e site para consultar dinheiro esquecido em bancos sai do ar
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A página do Banco Central que mostra valores esquecidos em bancos segue instável na manhã desta terça-feira (25). Segundo a instituição, que trabalha no ajuste do site, a ferramenta recebeu demanda “acima da esperada”. Ainda não há previsão de retorno à normalidade.


Na noite de segunda-feira (25), dia em que o serviço foi divulgado, o monitor de serviços online Downdetector já registrava um pico de 110 reclamações relacionados ao site. Por volta das 9h desta terça, a curva registrou um novo aumento e chegou a 72 notificações.

O Sistema Valores a Receber, como foi batizado, permitirá a devolução de cerca de R$ 8 bilhões para cidadãos e empresas que, em grande parte, não fazem ideia que têm o dinheiro.

São valores de contas-correntes ou poupanças encerradas ainda com saldo disponível, tarifas ou parcelas cobradas indevidamente por bancos, cotas ou sobras de pessoas que participaram de cooperativas de créditos e recursos de grupos de consórcios que não foram procurados pelos donos. O dinheiro é devolvido em 12 dias úteis.

Na primeira fase do serviço, o BC estima a devolução de R$ 3,9 bilhões. Ainda em 2022, segundo a instituição, também serão disponibilizados valores referentes a tarifas e parcelas de operações de crédito cobradas indevidamente, além de contas pré-pagas, pós-pagas e de corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários, todas encerradas com saldo disponível.

O sistema foi lançado no final de 2021. O órgão ressalta que em algumas situações os valores podem ser pequenos, mas o novo recurso permitirá sua devolução de maneira ágil. O serviço mostra valores em contas a partir de 2001.

COMO CONSULTAR

Para consultar se há saldo disponível a ser resgatado, acesse o portal de Valores a Receber do Banco Central. Em seguida:

Clique em “Consulta ao Relatório Valores a Receber” Clique em “Iniciar consulta” Insira seu CPF ou CNPJ de sua empresa Transcreva os caracteres para provar que você é humano Se não tiver nada a receber, aparecerá a mensagem “Atualmente, você não possui valores a receber” Se existe dinheiro a ser liberado, aparecerá “Consulta realizada com sucesso! Para saber mais detalhes dos valores a receber, acesse o Registrato”

COMO RESGATAR

Para resgatar os valores, é necessário logar no sistema Registrato, do Banco Central, ou na conta no portal gov.br:
– Clique em “Acessar Registrato” após checar se há valores a receber ou acesse o sistema de login do serviço Escolha a opção de entrar pela sua conta gov.br ou login Registrato
– Ao passar o cursor em cada uma das opções, é possível visualizar a opção de cadastro
– Para acessar o saldo na plataforma do governo federal, além do cadastro com informações pessoais, é preciso ter um login nível prata ou ouro (oferecidos a quem já integrou a conta de seu banco à plataforma do governo ou registrou biometria facial no aplicativo Meu Gov.br)
– Para resgatar os valores via Registrato, sem a necessidade de logar na plataforma do governo, acesse a página de cadastro do serviço. É possível se cadastrar via aplicativo, internet banking ou baixando um certificado digital de segurança. A etapa é necessária para transferir os valores resgatados para a conta do titular do CPF
– O método mais simples é por meio do acesso ao Registrato no aplicativo do banco do titular. Veja os caminhos no aplicativo de cada banco disponível:
– Banco do Brasil (Clique em: Menu > Serviços >Registrato) Bradesco (Clique em: Registrato)
– Caixa Econômica (Clique em: Senhas e Configurações > Registrato Banco Central) Itaú (Clique em: Serviços > Registrato Banco Central) Santander (Clique em: APP SANTANDER > Santander ON > Meu momento > Bacen Auto Credenciamento Registrato) Sicoob (Clique em: APP SICOOB > Serviços > Registrato Banco Central) Sicredi (Clique em: Sicredi X > Registrato)

DINHEIRO É DEVOLVIDO EM 12 DIAS ÚTEIS

Para receber os valores, o cliente deve escolher a opção em que solicita ao banco a devolução do dinheiro via Pix. O pagamento deve acontecer em 12 dias úteis.

Caso o banco não tenha aderido ao pagamento via Pix, a instituição pode fazer a transferência via DOC ou TED no mesmo prazo.

Bancos que não aderiram ao acordo de pagamento com o Banco Central podem oferecer exclusivamente a opção “Solicitar via instituição”, em que o cliente deve solicitar o pagamento diretamente ao banco.

Comentários