Conexão MT

Notícias de Mato Grosso e do Mundo

CBF vai exigir vacinação completa dos jogadores em torneios da entidade neste ano

CBF vai exigir vacinação completa dos jogadores em torneios da entidade neste ano
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) atualizou seu Guia Médico nesta sexta-feira e informou que, a partir de agora, vai exigir o comprovante de vacinação contra a covid-19 de todos os jogadores nos torneios que organiza, caso do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, por exemplo.


“É OBRIGATÓRIO ao indivíduo a apresentação do comprovante de vacinação plena para a Comissão Médica Especial da CBF”, diz um dos trechos, incluindo as letras maiúsculas, do documento “Guia Médico de Sugestões Protetivas Para o Retorno Às Atividades do Futebol Brasileiro”.

Em outro trecho, a CBF reitera que jogadores e membros da comissão técnica dos times precisarão apresentar o comprovante de vacinação para terem seus nomes incritos nas súmulas das partidas. “O Certificado de Vacinação PLENA para a COVID-19 é obrigatório para todos os atletas e membros da comissão técnica, sem o qual não haverá a elegibilidade para a inscrição em súmula nas partidas da Temporada 2022.”

Para a CBF, configura vacinação “plena” as duas doses do imunizante ou a dose única, no caso do fabricante deste tipo de vacina. “A vacinação será considerada plena a partir da aplicação das doses recomendadas em bula por cada laboratório fabricante da vacina devidamente autorizada pelas agências regulatórias.”

“Entende-se como vacinação plena o período de 14 dias após a aplicação da segunda dose

se utilizada as vacinas de duas doses ou a aplicação da vacina de dose única. A aplicação de doses adicionais de vacina (doses de reforço ou booster), seguirão o disposto nas regulamentações das autoridades sanitárias e de acordo com as regras do Programa Nacional de Imunizações (PNI), quanto à periodicidade, às populações-alvo e as faixas etárias.”

Além da vacinação, a CBF seguirá realizando testes rotineiros antes dos jogos. E o resultado negativo dos exames também será cobrado dos atletas para a inscrição na súmula. “O clube mandante deverá realizar a testagem no dia anterior à partida. O clube visitante deverá realizar a testagem preferencialmente 2 (dois) dias antes da data da partida.”

O padrão destes testes será o de antígeno, cujo resultado sai mais rápido. Mas o PCR também poderá ser exigido pela entidade. “A realização do teste RT-PCR será feita a critério da Comissão Médica Especial da CBF.”

A confederação mantém as recomendações de uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos.

Comentários