Conexão MT

Notícias de Mato Grosso e do Mundo

Simona Halep se impõe, domina duelo e derrota Bia Haddad no Aberto da Austrália

Simona Halep se impõe, domina duelo e derrota Bia Haddad no Aberto da Austrália
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

No duelo que encerrou a programação da Rod Laver Arena nesta quinta-feira, Simona Halep conseguiu se impor e controlou a partida contra a brasileira Beatriz Haddad Maia, pela segunda rodada do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam da temporada, em Melbourne. Ex-número 1 do mundo e atual 15.ª colocada no ranking da WTA, a romena conseguiu até um “pneu” no segundo set e marcou as tranquilas parciais de 6/2 e 6/0, em apenas 1 hora e 6 minutos de partida.


Em quadra, Bia Haddad encontrou dificuldades para jogar de forma agressiva sem necessariamente partir para a definição dos pontos e com isso acabou cometendo muitos erros não-forçados. Foram 22 na partida contra 12 de Halep. A romena liderou a estatística de winners por 15 a 5, conquistou cinco quebras de serviço e não enfrentou break points.

A tenista romena segue invicta neste início de temporada, agora com sete vitórias seguidas – venceu um WTA 250 no Melbourne Park na primeira semana de janeiro. Halep terminou sete temporadas consecutivas no Top 10 entre 2014 e 2020, mas perdeu posições no ano passado por conta de lesões, especialmente um problema na panturrilha que a deixou três meses sem jogar e fora de Roland Garros, Wimbledon e Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

A adversária de Halep na terceira rodada será a montenegrina Danka Kovinic, 98.ª do ranking, que faz seu melhor resultado em Grand Slam na carreira. A romena venceu o único duelo anterior, disputado ainda em 2016. Kovinic, de 27 anos, vem de uma expressiva vitória sobre a campeã do US Open, a britânica, Emma Raducanu, em jogo de 2 horas e 40 minutos nesta quinta-feira, que terminou com parciais de 6/4, 4/6 e 6/3.

Por sua vez, Bia Haddad fez a sua terceira participação na chave principal de simples do Aberto da Austrália e novamente parou na segunda rodada. Por ter vencido sua partida de estreia em Melbourne, diante da americana Katie Volynets, a número 1 do Brasil e 83.ª do mudo recebe 70 pontos no ranking. Ela permanece em Melbourne para a disputa da chave de duplas, ao lado da casaque Anna Danilina. As campeãs do WTA 500 de Sydney estão na segunda rodada e enfrentam as checas Tereza Martincova e Marketa Vondrousova.

Este é o primeiro Grand Slam que Bia Haddad disputou desde 2019, em Wimbledon, e tem agora cinco vitórias em chaves principais de torneios deste porte. A paulistana de 25 anos buscava o melhor resultado da carreira em um Major e também o melhor desempenho de uma simplista brasileira desde as terceiras rodadas de Niege Dias e Andrea Vieira no saibro de Roland Garros em 1989. Além disso, poderia também ter o melhor resultado do tênis feminino brasileiro na Austrália em toda a Era Aberta.

OUTROS JOGOS – A casaque Elena Rybakina, que vinha de uma estreia duríssima contra a compatriota Zarina Diyas na última terça-feira, abandonou a partida contra a chinesa Shuai Zhang quando estava perdendo por 6/4 e 1/0, sentindo um mal estar em quadra. Ela não chegou sequer a pedir atendimento médico na partida, apesar de mostrar sinais de desgaste desde o fim do primeiro set. Zhang encara a belga Elise Mertens, que fez 6/3 e 6/2 contra a romena Irina Camélia Begu.

Ainda nesta quinta-feira, a ex-Top 10 Daria Kasatkina venceu a polonesa Magda Linette por 6/3 e 6/2. A tenista russa, atual 23.ª colocada do ranking da WTA, enfrenta na próxima fase a polonesa Iga Swiatek, número 9 do mundo.

Comentários