Conexão MT

Notícias de Mato Grosso e do Mundo

Bolsonaro é alvo de notícia-crime no STF por chamar nordestino de ‘pau de arara’

Bolsonaro é alvo de notícia-crime no STF por chamar nordestino de 'pau de arara'
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

O advogado João Arnaldo Novaes, pré-candidato ao governo de Pernambuco pelo PSOL, entrou com notícia-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente e Jair Bolsonaro (PL) depois que ele se referiu a assessores nordestinos como “pau de arara”. O termo é considerado pejorativo.


A declaração foi dada na “live” semanal do presidente na última quinta-feira, 3, quando Bolsonaro comentava a revogação de decretos de luto oficial editados por seus antecessores. “Falaram que eu revoguei o luto de Padre Cícero. Lá do Pernambuco, é isso mesmo? Que cidade fica lá? Cheio de pau de arara aqui e não sabem em que cidade fica Padre Cícero, pô? Juazeiro do Norte, parabéns aí. Ceará, desculpa aí”, disse na transmissão.

Na ação enviada ao STF, o advogado pernambucano pede que o vídeo seja removido das redes sociais e que a Procuradoria-Geral da República (PGR) seja intimada a analisar o caso para decidir se oferece denúncia contra Bolsonaro por “praticar e induzir o preconceito contra o povo nordestino”, crime previsto no artigo 20 da Lei 7.716/1989.

Novaes afirma que o presidente costuma usar “expressões e termos depreciativos” para se referir aos nordestinos e, como exemplo, recorda que, em 2019, Bolsonaro chamou governadores da região de “paraíbas”.

“É inaceitável, no Estado Democrático de Direito, que a xenofobia seja proclamada, abertamente, nas redes sociais de um Chefe-Maior de Estado”, afirma. “A xenofobia contra os nordestinos nos últimos anos tem sido banalizada em redes sociais, inclusive por personalidades públicas, mas, em especial, a maior autoridade do País, de uma forma tão relevante e criminosa que hoje muitos xenofóbicos não fazem a menor questão de esconder seus preconceitos.”

Comentários