Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Dinheiro ainda é favorito em pagamento de quem usa Pix, diz pesquisa

Dinheiro ainda é favorito em pagamento de quem usa Pix, diz pesquisa
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O dinheiro ainda é a principal forma de pagamento usada para pagar as compras, mesmo entre as pessoas que utilizam o Pix. A conclusão é de um levantamento do Instituto Locomotiva divulgado nesta sexta-feira (4).


Quase 45% usam dinheiro, enquanto 35% recorrem ao cartão de débito e 11% usam o Pix, segundo a pesquisa telefônica com 1.500 brasileiros em 72 cidades.

Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva, diz que o Pix está mais presente no cotidiano dos brasileiros mas ainda não foi capaz de acabar com a soberania que o dinheiro vivo tem na preferência da população.

Ele afirma que na baixa renda e para o trabalhador autônomo, o Pix é mais usado para receber dinheiro.

“É aquele cara que está vendendo sorvete ou a empregada doméstica que recebe em Pix. Isso facilitou bastante a vida dos patrões, de quem paga essas pessoas. Mas na hora de usar, ele prefere usar o dinheiro vivo”, afirma Meirelles.

A preferência acontece porque o pagamento em dinheiro vivo favorece a obtenção de desconto.

“Quando ele paga uma compra com dinheiro vivo em vez de pagar com cartão, muitas vezes, ele consegue, pelo menos, 5% de desconto. Que aplicação financeira dá mais do que isso? Não é estranho dizer que pagar em dinheiro vivo é uma aplicação financeira disponível para a maior parcela da população de baixa renda”, afirma.

Meirelles diz que ainda existe em grande parte da população o receio de que a transferência pelo Pix não chegue ao destinatário.

“Esses medos relacionados ao uso do Pix ainda alimentam. O que vai fazer com que cresça não só a utilização do Pix, mas o uso dele para sacar dinheiro, é a nova modalidade do saque Pix, que permite ao varejista conveniado funcionar como um caixa eletrônico, em que o consumidor transfere o dinheiro pelo Pix para o estabelecimento e saca em dinheiro vivo”, afirma o presidente do Locomotiva.

Comentários