Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Pinguins do mesmo sexo viram pais adotivos em zoológico de Nova York

Pinguins do mesmo sexo viram pais adotivos em zoológico de Nova York
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um par de pinguins machos recebeu um presente extra especial de Ano Novo em um zoológico em Nova York. Eles se tornaram os primeiros pais adotivos do mesmo sexo do zoológico a chocar um ovo com sucesso.

O filhote foi chocado em 1º de janeiro por Elmer e Lima, dois pinguins de Humboldt machos adultos , no zoológico Rosamond Gifford, em Syracuse, Nova York, segundo comunicado do zoológico à imprensa .

Eles nasceram no zoológico -Elmer em 2016 e Lima em 2019- e se tornaram um casal no outono de 2021, construíram um ninho e defenderam seu território. Então, a equipe de pinguins decidiu testar suas capacidades de adoção. A colônia de pinguins do zoológico tem 28 aves.

O zoológico disse que Elmer recebeu este nome “porque o ovo do qual ele chocou foi acidentalmente danificado por seus pais e a equipe de cuidados com os animais o consertou usando a cola de Elmer”.

O zoológico tem pelo menos dois casais reprodutores de pinguins com histórico de quebrar inadvertidamente seus ovos fertilizados. O diretor do zoológico, Ted Fox, disse que nem todos os pares de pinguins são bons em incubar ovos. “É preciso prática”.

Para evitar esse tipo de dano não intencional, o zoológico disse que às vezes transfere um ovo de seus pais biológicos para pais adotivos, que cuidam dele enquanto o outro casal incuba um ovo falso.

“Alguns casais, quando recebem um ovo fictício, sentam no ninho, mas deixam o ovo de lado e não o incubam corretamente, ou brigam por quem vai sentar nele”, disse ele. “É assim que avaliamos quem serão bons pais adotivos -Elmer e Lima foram exemplares em todos os aspectos do cuidado com os ovos.”

O ovo que Elmer e Lima incubaram foi inicialmente colocado pelo casal heterossexual Poquita e Vente, mas depois que a equipe do zoológico detectou um embrião viável dentro, eles o transferiram para os pais de primeira viagem.

“No nosso primeiro exame de saúde, quando o filhote tinha cinco dias de idade, pesava 226 gramas”, disse Fox . “Continua sendo cuidado por Elmer e Lima, que estão fazendo um ótimo trabalho”.

No ano passado, o primeiro filhote de pinguim do zoológico, Opal, era filho biológico dos pais Juan e Rosalita -um dos pares que quebram os ovos- e criado por outro casal, os pais adotivos de primeira viagem Luis e Calypso, que incubaram seu ovo e alimentaram e cuidou dela depois que ela nasceu.

Várias outras instituições tiveram sorte com pares de pinguins do mesmo sexo que criam ovos. Os relatados nos últimos anos incluem Electra e Viola, um par feminino de pinguins Gentoo no aquário Oceanogràfic Valencia na Espanha; Skipper e Ping, um casal macho de pinguins-rei no Zoológico de Berlim, e Eduardo e Rio, um casal macho de pinguins de Magalhães no Zoológico de San Francisco.

Fox disse que os pares de pinguins do mesmo sexo mostram que a ideia de “família” não é específica da espécie e que, em muitos casos, as famílias não tradicionais fazem um trabalho maravilhoso na criação dos filhos. “O sucesso de Elmer e Lima no acolhimento é mais uma história que nosso zoológico pode compartilhar para ajudar pessoas de todas as idades e origens a se relacionarem com os animais”, disse.

Comentários