Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Trio é preso pela Polícia Militar por tráfico de drogas em Cuiabá

- Foto por: PMMT
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Policiais militares prenderam três pessoas, sendo dois homens de 20 e 27 anos e uma mulher de 19 anos, em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, na noite desta quinta-feira (24.02), em Cuiabá. Na ação, a PM apreendeu 13 pedaços grandes de substância análoga à maconha e uma de cocaína, além de porções pequenas das mesmas drogas.

Por volta de 20h30, durante patrulhamento pela operação 9 Raios, equipes da Companhia de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) e do 9º BPM, abordaram uma motocicleta de cor azul ocupada por duas pessoas. Durante a busca pessoal foi encontrada com um deles meia barra de substância análoga à maconha. Questionados sobre as drogas, a dupla indicou um local onde havia mais entorpecentes.

A PM se deslocou para uma residência, no bairro Jardim Florianópolis, onde equipe do 3º BPM prestou apoio. No local, a mãe da suspeita autorizou as buscas e os policiais encontraram dentro do guarda-roupas mais três tabletes de maconha. Em seguida, os suspeitos apontaram mais um local, no bairro Jardim Vitória.

Ao aproximar do endereço denunciado, a equipe deparou com mais um suspeito, que ao avistar a viatura policial tentou jogar uma sacola. O homem foi detido e dentro da sacola foi encontrado um tablete de maconha e balança de precisão. Dentro da residência do suspeito havia nove pedaços grandes e 13 porções análogas à maconha, 5 porções de cocaína e 2 rádios comunicadores foram localizados.

Diante dos fatos, os três suspeitos receberam voz de prisão e foram encaminhados para à Central de Flagrantes junto com os entorpecentes apreendidos.

Disque-Denúncia  

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

 
Comentários