Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Vasco sofre no fim, mas vence Nova Iguaçu e divide a liderança do Estadual

Vasco sofre no fim, mas vence Nova Iguaçu e divide a liderança do Estadual
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Foi com um grande susto no fim, mas o Vasco bateu o lanterna Nova Iguaçu por 3 a 2, nesta quarta-feira à noite, no estádio de São Januário, e segue empatado em pontos com o líder Flamengo. Após três rodadas, os rivais somam sete pontos. Após fazer 3 a 0, o cruzmaltino permitiu nos minutos finais a reação parcial do adversário, que marcou os dois primeiros gols no Estadual, com Samuel Granada.


Os gols foram marcados por Nenê (dois) e Raniel. Os dois atletas chegaram ao terceiro gol no campeonato e dividem a artilharia do Carioca. A defesa, contudo, voltou a mostrar fragilidade e quase colocou a vitória em risco. Em três rodadas, o Vasco sofreu cinco gols, com a pior defesa do Estadual, ao lado de Volta Redonda e Boavista.

Na primeira etapa, as principais jogadas ofensivas foram criadas por Gabriel Pec. Foi dele, inclusive, o lance que resultou no pênalti que abriu o marcador, ainda que sem querer. Ao errar o domínio de bola após lançamento de Anderson Conceição, a bola bateu no braço do zagueiro Leonardo. Com a categoria habitual nas bolas paradas, Nenê deslocou o goleiro e converteu.

O resultado favorável não deu tranquilidade à equipe e o Nova Iguaçu passou a rondar a área adversária. A falta de poderio ofensivo – o time ainda não havia marcado no Estadual -, ficou evidente.

Mesmo sem um bom sistema defensivo, o Vasco parecia definir o jogo no início do segundo tempo. Raniel aproveitou levantada do zagueiro Ulisses e marcou de cabeça, com contribuição do goleiro Luis Henrique, mal posicionado. Aos 16, Nenê fez um golaço. Ele escapou em velocidade, recebeu lançamento de Matheus Barbosa e deu um corte seco no zagueiro adversário antes de bater com categoria na saída do goleiro.

Perto do fim, o Nova Iguaçu, enfim, marcou o primeiro gol no campeonato, em bela triangulação pela direita, que acabou com o toque de Samuel Granada dentro da área. O jogo ganhou ares de dramaticidade nos acréscimos, com outro gol do atacante, em jogada de velocidade que deixou a defesa do Vasco desnorteada.

No domingo, às 15h30, o Vasco enfrenta o Madureira, fora de casa. O Nova Iguaçu fecha a rodada na segunda-feira, às 21h, contra outro grande: enfrenta o Botafogo, no Engenhão.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 3 x 2 NOVA IGUAÇU

VASCO – Thiago Rodrigues; Weverton, Ulisses, Anderson Conceição e Edimar; Matheus Barbosa (Galarza), Juninho (MT), Nenê (Isaque) e Bruno Nazário (Jhon Sánchez); Gabriel Pec e Raniel (Getúlio). Técnico: Zé Ricardo.

NOVA IGUAÇU – Luis Henrique, Leonardo, André Santos, Gilberto (Gabriel Pinheiro) e Rafinha (Carlinhos); Abuda (Dedé), Vinícius, Andrey e Dieguinho (Vandinho); Luã Lúcio e Samuel Granada (Luan Viana). Técnico: Carlos Vítor.

GOLS – Nenê, aos 18, e Samuel Granada, aos 37 minutos do primeiro tempo. Raniel, aos 7, Nenê, aos 16, e Samuel Granada, aos 46 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Paulo Renato Moreira da Silva Coelho.

CARTÕES AMARELOS – Matheus Barbosa e Juninho (Vasco). Gilberto, Vinícius Matheus e André Santos (Nova Iguaçu).

RENDA – R$ 120.790,00.

PÚBLICO – 5.031 pagantes.

LOCAL – Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Comentários