Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Diretor de escola pública de São Paulo fala em vídeo de projeto MPF pela Educação Social

4a3ececa-ec3d-485a-95d7-ed49d8596d9a
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Escola Municipal de Ensino Fundamental Infante Dom Henrique recebeu visita de membro do MPF em junho de 2017


(Imagem: Ascom/PRR3)

O projeto MPF na Comunidade: Educação Social inaugurou em seu site uma área voltada a depoimentos sobre a iniciativa. A área está aberta tanto para que diretores e professores possam falar do que o projeto significou na realidade escolar da escola visitada, quanto para que membros falem da experiência de fazer parte do projeto.

O primeiro depoimento disponível é do professor Cláudio Marques da Silva Neto, diretor da Escola Municipal de Ensino Fundamental Infante Dom Henrique. A escola, localizada na cidade de São Paulo, é considerada uma referência nacional. Trata-se de uma instituição de ensino com cerca de 500 alunos, dos quais cerca de um quinto é composto por estrangeiros. Ela realiza diversas atividades voltadas aos direitos humanos, com o objetivo de estimular uma “cultura de paz”, promover a inclusão de minorias e desestimular o preconceito.

Na área de boas práticas do site do projeto MPF na Comunidade: Educação Social é possível assistir ao vídeo “Quem é Migrante”, que fala do projeto “O migrante mora em minha casa” desenvolvido pela escola. Por causa do projeto, a professora de história Rosely Marchetti Honório, da EMEF Infante Dom Henrique, recebeu o prêmio “Educador nota 10 – 2017”, da Fundação Victor Civita.

A EMEF Infante Dom Henrique recebeu o projeto MPF pela Educação Social também em 2017, no mês de junho. Na ocasião, atendendo a uma demanda da própria escola, o Ministério Público Federal levou a temática de igualdade de gênero. Ao falar sobre a importância da visita do MPF, o professor Cláudio Marques afirmou que “quando você tem um parceiro como o Ministério Público Federal, uma instituição reconhecida socialmente, que vem fazer esse trabalho nas escolas, o impacto disso também é maior”.

Assista abaixo a íntegra da entrevista, de cerca de 11 minutos, em que Cláudio Marques fala sobre o papel da escola na formação cidadã dos estudantes, entre outros temas.

Como receber o projeto? – Escolas interessadas em ter um representante do MPF para apresentações, devem preencher o formulário de inscrição na página inicial do projeto MPF na Comunidade: Educação Social (educacaosocial.mpf.mp.br), para que seja avaliada a possibilidade de atendimento. Vale lembrar que, nesse momento de pandemia, as atividades presenciais estão suspensas, mas é possível avaliar um eventual atendimento online às escolas.

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria Regional da República da 3ª Região
Informações à Imprensa
https://saj.mpf.mp.br/

Comentários