Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Haas anuncia Magnussen e Pietro Fittipaldi fica sem vaga de titular na F-1

Haas anuncia Magnussen e Pietro Fittipaldi fica sem vaga de titular na F-1
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Não foi desta vez que Pietro Fittipaldi conquistou seu espaço entre os pilotos titulares da Fórmula 1. O brasileiro era cotado para substituir o russo Nikita Mazepin na Haas, mas a equipe americana surpreendeu nesta quarta-feira ao anunciar o dinamarquês Kevin Magnussen como titular, formando dupla com o alemão Mick Schumacher.

A última vaga no grid da F-1 para a temporada 2022, que começa no dia 20 deste mês, com o GP do Bahrein, era cobiçada por diversos pilotos. O neto do bicampeão mundial Emerson Fittipaldi era o candidato mais natural por ter sido piloto reserva do time americano nos últimos três anos. Ele até disputou duas corridas na reta final da temporada 2020 em substituição ao francês Romain Grosjean, afastado das provas após grave acidente.

No entanto, surgiram pilotos mais experientes para brigar pela vaga nos últimos anos. O mais surpreendente foi Magnussen, o último a ser alvo dos rumores. Estavam na disputa ainda o italiano Antonio Giovinazzi e o alemão Nico Hülkenberg. O brasileiro, contudo, tinha como desvantagem não apresentar patrocinadores tão poderosos quanto os rivais.

Afinal, a Haas precisa de um novo patrocinador master após ter rompido o contrato com o russo Nikita Mazepin no sábado. No contexto da invasão da Rússia na Ucrânia, a equipe americana decidiu desfazer a parceria com a empresa russa Uralkali, que tem o pai de Nikita, Dmitry, amigo pessoal do presidente Vladimir Putin, como um dos proprietários.

As cores dos últimos carros da Haas eram a bandeira da Rússia, em referência ao patrocinador, que indicou Nikita como titular. Mas tudo mudou no último fim de semana. O time americano encerrou a parceria com a empresa e o piloto na esteira da decisão da F-1 de romper o contrato com o GP da Rússia.

Sem Mazepin, o chefe da Haas, Günther Steiner, escalou Pietro Fittipaldi para a última bateria de testes da pré-temporada da F-1, que começa nesta quinta no Bahrein. A decisão aumentou ainda mais a expectativa sobre a possível efetivação do piloto brasileiro como titular, ao lado de Mick Schumacher.

Mas a vaga no grid não veio. Foi a maior oportunidade de ter novamente um piloto do Brasil no grid desde a saída de Felipe Massa do campeonato, no fim de 2017. Desde então, o País não conta com representantes na pista.

Aos 29 anos, Magnussen vai fazer seu retorno à F-1, após ficar fora na temporada passada. Ele havia perdido sua vaga na Haas justamente para Mazepin. O dinamarquês, que soma 119 corridas no currículo da categoria, correu pela equipe entre 2017 e 2020. A temporada 2022 será a oitava de sua carreira no campeonato.

“Estou muito feliz em dar novamente as boas-vindas a Kevin Magnussen na Haas. Quando estávamos procurando por um piloto que pudesse trazer valor ao time, sem mencionar uma rica experiência, Kevin foi uma decisão direta para nós”, disse Steiner, que confirmou a presença do piloto para os testes do Bahrein.


Comentários