Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Mato Grosso e Bolívia definem ações de combate aos incêndios florestais na fronteira

Encontro foi realizado no Auditório da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Mato Grosso promoveu a primeira reunião para elaboração de um conjunto de ações estratégicas de combate aos incêndios florestais na fronteira entre Brasil e Bolívia. O encontro foi conduzido pelo Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT), autor da proposta de integração, nesta quarta-feira (09.03), no Auditório da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), em Cáceres.

Participaram do debate membros das forças policiais da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), que também estão integrados nesta importante força-tarefa, e os representantes públicos da cidade de San Matias, Bolívia. O objetivo é desenvolver um trabalho unir conjunto para ter um mecanismo de resposta rápida para conter e reduzir o fogo durante o intenso período de seca.

“É muito importante essa integração entre Mato Grosso, Prefeitura de San Matias – Bolívia, Prefeitura de Cáceres, além dos demais órgãos envolvidos, que conta também com as Associações de Produtores Rurais presentes. Vamos alinhar para cada um saber o seu papel e atuação no momento necessário, o que cada um vai fazer para conter o fogo. Essa ação já faz parte do plano de trabalho inicial, estamos ofertando cursos para capacitar nossos militares e produtores em todos os segmentos da área ambiental”, explicou o comandante-geral do CBMMT, coronel Alessandro Borges.

A região de fronteira possui um uma extensa área de 780 km, passando por três municípios mato-grossenses: Cáceres, Porto Esperidião e Vila Bela da Santíssima Trindade. Em fase de ajustes, parte do plano foi apresentado pelo CBMMT no combate ao fogo ainda neste ano.

Serão operacionalizados 55 instrumentos de respostas, entre 15 brigadas Municipais Mistas, 30 Brigadas Estaduais, além de 06 Bases Descentralizadas e outras 04 equipes de Intervenção, para atuar conjutamente com os bombeiros brasileiros. Toda essa estrutura também poderá ser empregada na área de fronteira em caso de grandes incêndios.

Além dessas ações pontuais criadas pelo CBMMT, outra força  para somar esforços de trabalho e que está pronta para integrar na operação de combate será enviada pela Sesp-MT.

“A segurança pública de Mato Grosso está presente para fortalecer todo esse trabalho de planejamento e prevenção aos incêndios. Caso seja necessário, vamos atuar na linha de frente para o combate aqui na região de Cáceres e San Matias. A Sesp-MT vai disponibilizar toda estrutura para que juntos possamos fazer o enfrentamento ainda melhor de combate ao fogo, para continuar reduzindo esses índices de focos de calor”, declarou o secretário-adjunto de Integração Operacional, coronel Juliano Chiroli.

Importante destacar que o plano de trabalho realizado em 2021 reduziu os focos de calor nos três biomas mato-grossense: Amazônia (92%), Cerrado (53%) e Amazônia (38%).  A meta para este ano é reduzir ainda mais o fogo por meio de diversas linhas de atuação na para prevenção e resposta aos incêndios com fortalecimento do plano que vem sendo criando neste atual momento.  

Para finalizar o tratado entre Brasil e Bolívia, está previsto um segundo encontro das autoridades do Brasil que vão realizar um intercâmbio em mais uma reunião que deve acontecer na cidade de San Matias.

Também participaram da reunião representantes da Secretaria de Estado de Meio de Meio Ambiente (Sema-MT), a prefeita de Cáceres, Eliene Liberato, o prefeito de San Matias, Bolívia, Carlos Velarde Villarroel, representantes do Sindicatos Rurais de ambos municípios. Além das forças de segurança, Polícia Militar (PM), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal.

 

 

 

 

 

Comentários