Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Mês da Mulher: Pantanal Shopping adere à campanha de arrecadação de absorventes

af0583dfb1c3c1c0be151b6526d3f7c3
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

A campanha “Cuiabá por elas”, idealizada pelo Núcleo de apoio da primeira-dama de Cuiabá, ganhou mais um parceiro nesta luta. Desta vez, o reforço para campanha que arrecada absorventes para as meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade social será o Pantanal Shopping.

De acordo com a coordenadora de Marketing do shopping, Daniela Rossi, o Pantanal Shopping apoia a ação já que contribui diretamente com a comunidade.

“O assunto pobreza menstrual é um problema mundial que intensifica a desigualdade social.  A ausência de absorventes, além de provocar uma perda de confiança e autoestima nas mulheres causa a evasão escolar de adolescentes em período menstrual”, afirma.

Segundo a secretária municipal da mulher, Luciana Zamproni, a gestão humanizada do prefeito Emanuel Pinheiro tem buscado ampliar esse debate na sociedade chamando a atenção para o fato de que muitas pessoas que menstruam não têm acesso a itens de higiene essenciais para a saúde e dignidade menstrual.

“Viver sem o acesso a itens básicos de higiene menstrual por falta de recursos infelizmente é uma realidade de muitas meninas e mulheres no mundo. A pobreza menstrual é uma violação de direitos humanos é necessário urgente essa quebra de tabus e discriminação que o gênero feminino sofre na sociedade. Nossa gratidão a todos os diretores, colaboradores do Shopping por aderir esta campanha”, pontua.

Campanha

A Campanha “Cuiabá por Elas”, que consiste na arrecadação de absorventes para meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade social do município. O público alvo da campanha são as assistidas pelo programa Siminina, que atende crianças e adolescentes na faixa etária de 6 a 14 anos, e também meninas e mães atendidas pelos programas desenvolvidos nas 14 unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) da Capital.

Comentários