Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

PF combate o compartilhamento e a posse de conteúdo de abuso sexual infantojuvenil

3ba40612-e0b8-427a-bea1-0ad2f08d568a.jpg
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Ribeirão Preto/SP – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (10/3) operação destinada à repressão ao compartilhamento e à posse de imagens e vídeos com conteúdo de abuso sexual infantojuvenil, praticados por usuário da internet residente em Ribeirão Preto/SP.

As investigações foram iniciadas a partir da identificação de um usuário que compartilhou arquivos com cenas de violência sexual contra crianças e adolescentes. O crime era cometido por meio da utilização de redes de compartilhamento de arquivos denominadas P2P.

Após autorização da Justiça Federal, policiais cumpriram mandado de busca e apreensão em endereço relacionados ao investigado, na cidade de Ribeirão Preto/SP, com o objetivo de localizar equipamentos usados no armazenamento e compartilhamento de imagens de exploração sexual infantojuvenil.  

Durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão, o investigado foi flagrado com vasto material de abuso sexual infantil, o que resultou em sua prisão em flagrante. Em 2009, ele já havia sido investigado pela Polícia Federal por publicações de vídeos e imagens com conteúdo pornográfico envolvendo crianças em uma rede social.

Na ação, foram realizadas a arrecadação e a apreensão de equipamentos de informática, celular e mídias de armazenamento. Todo o material será submetido a exames periciais, objetivando a comprovação da materialidade dos crimes investigados, identificação de possíveis abusadores sexuais e suas vítimas, bem como de possíveis produtores desse tipo de material.

Importante ressaltar que o crime de compartilhamento de arquivos de pornografia infantil, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, é punido com pena de reclusão de 3 a 6 anos. Já o crime de posse de arquivos de pornografia infantil, também tipificado no mesmo Estatuto, é punido com pena de reclusão de 1 a 4 anos. 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em são Paulo

Fone: (11) 3538-5013
E-mail: scs.srsp@pf.gov.br

 

Comentários