Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Pleno determina restituição de R$ 167,8 mil aos cofres públicos de Jaciara

fcfd25ef722643b99d5210dc2a833ee9
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Tony Ribeiro/TCE-MT
Conselheiro relator, Valter Albano.

Em julgamento de tomada contas ordinária, o Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) determinou a restituição de R$ 167,8 mil aos cofres públicos de Jaciara em virtude juros e multas decorrentes de atrasos nos pagamentos das contribuições previdenciárias, patronal e dos segurados do município no exercício de 2018. 

Sob relatoria do conselheiro Valter Albano, o processo foi apreciado na sessão ordinária desta terça-feira (8). 

A tomada de contas foi instaurada em cumprimento ao parecer prévio 3/2020, emitido sobre as contas de governo da Prefeitura de Jaciara do exercício de 2018, para apuração dos valores referentes a juros e multas decorrentes de atrasos nos pagamentos das contribuições previdenciárias, patronal e dos segurados nos meses de julho, outubro e dezembro de 2018, bem como dos pagamentos intempestivos de parcelas de acordos de parcelamentos previdenciários.  

Em sua decisão, o relator sustentou que a ocorrência da irregularidade restou evidenciada, conforme provam extratos das guias de recolhimento das contribuições previdenciárias e o relatório de acompanhamento de acordo de parcelamento juntados aos autos, nos quais se verificou o pagamento irregular de R$ 167,8 mil. 

“Na condição de ordenador de despesa, o ex-gestor não agiu com diligência no sentido de impedir a ocorrência do atraso no recolhimento das referidas contribuições, tampouco de cumprir os acordos de parcelamentos com vencimentos no decorrer daquele exercício, deixando de adotar providências capazes de evitar os atrasos, o que resultou em prejuízo ao erário”, argumentou o conselheiro. 

Diante do exposto, em consonância com o parecer do Ministério Público de Contas (MPC), votou no sentido de julgar irregulares as contas tomadas, com determinação de restituição dos valores ao erário e aplicação de multa, sendo seguido pela unanimidade do Pleno.

Clique aqui e confira o vídeo completo do julgamento. 

 

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: imprensa@tce.mt.gov.br
Flickr: clique aqui

Comentários