Conexão MT

Notícias de Mato Grosso e do Mundo

Primos de 12 e 14 anos morrem em live no Instagram após disparo de arma

Primos de 12 e 14 anos morrem em live no Instagram após disparo de arma
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Dois primos de 12 e 14 anos morreram na cidade de St Louis, no Missouri (EUA), após uma ocorrência com uma arma de fogo durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais. De acordo com a imprensa internacional, a criança mais nova, uma menina identificada como Paris Harvey, teria atirado acidentalmente no primo, Kuaron Harvey, e se matado em seguida.

As mortes aconteceram durante uma reunião de família na noite da sexta-feira (25) e a polícia foi acionada, constatando a morte dos dois no local.

Paris e Kuaron estavam fazendo um vídeo ao vivo no espelho quando a menina atirou no primo.

Segundo a descrição do vídeo, ela se abaixou para pegar a arma, que disparou novamente. Os dois foram atingidos na cabeça.

“Não foi uma situação de discussão nem nada do tipo. Eles estavam brincando com a arma, quando não deveriam estar brincando. Claro que eles não deveriam estar brincando. Acho que ela disparou sem querer”, afirmou a avó das crianças, Susan Dyson, em entrevista ao jornal St Louis Post-Dispach.

Ela contou que assistiu ao vídeo do acidente, que estava disponível no Instagram, e também disse que os primos foram criados juntos como irmãos. Inicialmente, o caso foi classificado pela polícia como um homicídio seguido de suicídio.

A família contesta a versão. “Não foi um assassinato. Não foi um suicídio. Foi um acidente terrível que aconteceu”, afirmou a mãe de Paris, Shinise Harvey, ao jornal.

A polícia de St. Louis não informou de quem era a arma que causou o acidente. Familiares acreditam que ela era do jovem de 14 anos que morreu.

As famílias dos adolescentes fizeram duas vaquinhas nas redes sociais para ajudar a pagar os enterros. Elas conseguiram pouco mais de R$ 1 mil (equivalente a R$ 4,7 mil) em poucos dias.

Comentários