Conexão MT

Notícias de Mato Grosso e do Mundo

Saiba quem deixa ministérios de Bolsonaro para disputar as eleições

Saiba quem deixa ministérios de Bolsonaro para disputar as eleições
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

BRASÍLIA, DF – O ministro da Defesa, Walter Braga Netto, já se filiou ao PL de Valdemar Costa Neto. Ele deve disputar a campanha ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PL), como seu vice.


O general assinou a ficha para entrar no partido, mas não fez nenhuma divulgação ainda. Aliados do ministro não descartam, porém, que ele possa migrar para outra sigla.

A legislação eleitoral determina que ministros que desejam disputar eleições devem deixar seus postos seis meses antes do pleito, que ocorrerá no primeiro fim de semana de outubro. O prazo da desincompatibilização é este sábado (2).

Dos 23 ministros, 8 têm suas candidaturas certas. Onyx Lorenzoni (Trabalho) e Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e João Roma (Cidadania) vão concorrer aos governos estaduais do Rio Grande do Sul, de São Paulo e da Bahia, respectivamente.

MINISTROS COM PRÉ-CANDIDATURAS JÁ DEFINIDAS

Onyx Lorenzoni (Trabalho) – Governo do RS
Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) – Governo de SP
Flávia Arruda (Secretaria de Governo) – Senado/DF
Tereza Cristina (Agricultura) – Senado/MS
Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) – Senado/RN
Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) – Câmara/SP
Gilson Machado (Turismo) – Senado/PE
João Roma (Cidadania) – Governo da BA

MINISTROS COM CANDIDATURAS INDEFINIDAS

Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) – vaga para o Senado pelo AP
Braga Netto (Defesa) – vice na chapa presidencial

Comentários