Conexão MT

Notícias de Mato Grosso e do Mundo

Sem Foo Fighters, Lollapalooza é encerrado com misto de luto e festa

Sem Foo Fighters, Lollapalooza é encerrado com misto de luto e festa
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Em clima de luto, Emicida e Rael iniciam o show de encerramento do Lollapalooza. A apresentação que conta com nomes de peso do rap nacional, começou após um vídeo com Perry Farrel, dono do festival, comentando sobre sua amizade com Taylor Hawkins, e reproduz um áudio do baterista do Foo Fighters morto nesta sexta (25): “Cuidem de vocês, que eu tomo conta de mim. Vejo vocês em São Paulo. Amo amo amo vocês’”, diz Hawkins.


Ainda antes de os rappers prestarem suas homenagens -cantando “My Hero”, música de 1997 do grupo de rock-, o festival apresentou parte de um show do Foo Fighters no Lollapalooza de 2012, em São Paulo, onde o baterista canta “Cold Day In The Sun”, de 2005.

Emicida anuncia que a ocasião é especial para o rap. “A música cura, a música é nossa religião, Mano Brown, DJ KL Jay, Criolo tudo no mesmo palco. Hoje é um dia histórico”, comenta o rapper, que na sequência canta “Noiz”, de 2013.

Criolo, que surge no palco ao lado de Emicida, veste uma camisa preta escrito “vote”. No momento seguinte, gritos de “Ei, Bolsonaro vai tomar no c.!”, é puxado pelo público e apoiado pelos rappers e DJ.

Comentários