Conexão MT

Notícias de Mato Grosso e do Mundo

Bruno Luperi revela que sofreu ataques pela morte de personagem em ‘Pantanal’

Bruno Luperi revela que sofreu ataques pela morte de personagem em 'Pantanal'
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

A morte de Madeleine (Karine Teles) tal como aconteceu na primeira versão de “Pantanal”, em 1990, trouxe problemas para o autor Bruno Luperi, 35. Neto de Benedito Ruy Barbosa e responsável pelo remake na Globo, ele revelou que sofreu ataques pelo fim trágico da mãe de Jove (Jesuíta Barbosa). “Algumas questões pensadas lá atrás podem mudar, outras não. Doa a quem doer, temos que respeitar. O pessoal me xingou, me culpou [pela morte], mas a novela foi concebida assim”, admite ele.


Luperi manteve segredo sobre a aguardada cena em que Alcides (Juliano Cazarré) terá o órgão genital decepado por Tenório (Murilo Benício). “Ninguém vai ver a novela se eu responder tudo. Mas alguns eventos têm que acontecer, talvez não da forma como foram concebidos”, deixa escapar o autor em entrevista ao jornal O Globo.

Ele também contou que alguns assuntos abordados e personagens na primeira versão da trama ganharam outro peso. “Estamos sentindo isso em relação a Maria Bruaca [Isabel Teixeira]. Há um olhar mais sensível para o papel da mulher, sobre o que é o machismo, uma relação tóxica”, avalia para completar o raciocínio.

“A sociedade está muito mais atenta para as nuances. A novela não tem um caráter moralizador, mas tem que apresentar a realidade”, finaliza Luperi.

Comentários