Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Grupo de mães e profissionais da saúde organizam Caminhada Pela Amamentação em Cuiabá

b5eecee99921b28f41895f843564d7c4
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Para dar as boas-vindas ao Agosto Dourado, mês que marca a defesa e promoção do aleitamento materno, o Grupo de Apoio Supermães, organização não-governamental (ONG) composta por mães, e diversos apoiadores estão organizando a “Caminhada pela Amamentação”, no próximo dia 30 de julho, a partir das 7h30, no Parque Tia Nair, em Cuiabá. O evento é aberto à toda sociedade, principalmente gestantes, puérperas, mães que amamentam e seus familiares e amigos. 

Além da caminhada, o evento contará com diversos atrativos, como pintura de barriga para gestantes e de seio para lactantes, exercícios aeróbicos, exposição de mães empreendedoras, orientações em amamentação, entre outros. 

Com o tema “Proteção ao aleitamento materno é dever de todos nós”, o grupo pretende chamar a atenção de toda a comunidade para a importância da rede de apoio em prol da mãe lactante, principalmente a puérpera (mãe com bebê de até 45 dias), por se tratar de uma fase em que a mulher encontra se fragilizada física e emocionalmente e mais suscetível às interferências negativas sobre a amamentação. 

De acordo com a presidenta do Grupo de Apoio Supermães, Josemara Lima, o evento marca o início do mês de conscientização do apoio e proteção ao aleitamento materno, o Agosto Dourado, e tem por objetivo ampliar e fortalecer a rede de apoio materna. “Quanto mais apoiadas e informadas as mães estiverem, maior será o tempo de amamentação, logo, mais proteção para mãe e bebê. Esperamos o comprometimento de todos, pois cuidar da saúde da criança traz um ganho social e em saúde pública para toda sociedade, é um dever a ser protegido por todos”, afirma. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o aleitamento materno seja exclusivo, ou seja, o único alimento do bebê até os 6 meses de vida e complementar pelo menos até 2 anos de idade. Isso porque estudos mostram que a prática reduz a mortalidade até os cinco anos, evita diarreia e infecções respiratórias, diminui o risco de alergias, diabetes, colesterol alto e hipertensão, leva a uma melhor nutrição e reduz a chance de obesidade. Além disso, o ato contribui para o desenvolvimento da cavidade bucal do pequeno e promove o vínculo afetivo entre a mãe e o bebê. Para a mulher, amamentar ajuda a prevenir o câncer de mama e do colo do útero.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), além de benefícios para a saúde da mãe e do bebê, o aleitamento materno beneficia a saúde do planeta, uma vez que nessa prática não há necessidade de desmatamento para criar áreas de pastagem para o gado leiteiro, nem liberação de grandes quantidades de substâncias poluentes na atmosfera, nem requer produção em massa pelo setor industrial de derivados lácteos. Além disso, não há desperdício de água, nem de energia para fabricação do leite ou mesmo para fervura, durante a sua preparação. Não é preciso combustível para transporte de matéria-prima nem do produto em si. Para a economia familiar, o leite materno é de longe mais vantajoso do que o leite artificial, as chamadas fórmulas, por ser gratuito e não precisar de embalagens plásticas.

A Caminhada pela Amamentação conta com o apoio do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (Sisma-MT), Associação de Doulas de Mato Grosso (Adomato), Doulas Para Elas, Marília Coach RitBox, Centro Educacional Recanto Kids, Prefeitura de Cuiabá, Secretaria de Estado de Saúde (SES), Água Lebrinha, Grupo Do Ventre ao Coração e IBFAN Brasil.

                     

Serviço:

O quê: Caminhada Pela Amamentação 

Quando: 30 de julho (sábado), a partir das 7h30

Onde: Parque Tia Nair – Avenida Érico Preza, Jardim Itália, Cuiabá. 

Evento gratuito

Comentários