Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Bolsonaro: Não batemos o martelo da correção da tabela do IR

Bolsonaro: Não batemos o martelo da correção da tabela do IR
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

O presidente Jair Bolsonaro reiterou nesta quinta-feira, 4, que já acertou no governo a revisão da tabela do imposto de renda para o ano que vem, mas ainda não decidiu em quanto. “Não vou dizer porcentual, não batemos martelo”, declarou em transmissão ao vivo nas redes sociais.


A revisão da tabela do imposto de renda foi uma promessa de campanha de Bolsonaro em 2018. “Não corrigimos a tabela do imposto de renda em anos anteriores por causa da pandemia. A economia era incógnita, o que poderia acontecer. Não tínhamos margem”, seguiu o chefe do Executivo.

Como mostrou o Estadão/Broadcast, com a previsão do reajuste de salário mínimo de R$ 1.294 para 2023, os brasileiros que ganharem 1,5 salário mínimo (R$ 1.941) vão ter que pagar o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) a partir do ano que vem se a tabela não for corrigida. Isso significa que R$ 2,77 devem ser descontados todo mês do contracheque desses trabalhadores. Hoje, quem ganha 1,5 salário mínimo (R$ 1.818) é isento do IR.

Na última terça-feira, 2, em entrevista, Bolsonaro afirmou que a revisão na tabela já será incluída no Orçamento do próximo ano. O presidente falou em inclusão na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), mas o texto já foi aprovado no Congresso. O governo pode negociar os termos no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2023, que precisa ser enviado ainda este mês.

Comentários