Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

F1: Seidl diz que McLaren gastou tempo e recursos corrigindo problemas iniciais do MCL36

0001042821_hires_0ett0jl0abhif502d6e4h08j8tq9-1
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Andreas Seidl, chefe da equipe McLaren, afirmou que os problemas iniciais com o MCL36 fizeram com que eles tivessem que concentrar tempo e dinheiro para resolver as questões, ao invés de buscar desempenho extra do carro.

Já nos testes de pré-temporada no Bahrein, a McLaren descobriu problemas de freio no MCL36, e na primeira corrida do ano ficou apenas no final do pelotão.

Embora o ritmo tenha melhorado consideravelmente ao longo do ano, o tempo e o dinheiro gastos para levar o carro 2022 da equipe ao que poderia ter sido seu potencial inicial, inevitavelmente teve o efeito indireto de atrasar o trabalho que eles queriam fazer para desenvolver e implementar atualizações.

googletag.cmd.push(function() { googletag.display(‘dmp-v-par-1’); });

Com os novos regulamentos em vigor para 2022, isso poderia ter resultado na McLaren ficando mais para trás ainda, dada a taxa de desenvolvimento dos carros nesta temporada.

Seidl: “Claro que não ajudou, porque no final tivemos que usar muitos recursos para corrigir o problema, enquanto iríamos preferir usar isso para o desenvolvimento de desempenho, especialmente nesse período da temporada”, disse ele ao Motorsport.com.

Mas a McLaren agora está em uma briga com a Alpine pelo quarto lugar no campeonato de construtores, 18 pontos atrás de seus rivais, que os lideraram durante grande parte do ano.

googletag.cmd.push(function() { googletag.display(‘dmp-v-par-2’); });

O chefe da equipe falou sobre o quão satisfeito ele está por ver a equipe se recuperar de seus primeiros problemas. Ele disse que houve uma boa recuperação, considerando sua posição inicial em 2022.

“Acho que demos bons passos nas áreas em que tivemos fraquezas no ano passado”, disse Seidl. “Ao mesmo tempo, obviamente, vemos que somos menos competitivos em comparação com as duas últimas temporadas para nós. Mas acho que no final, foi um novo começo este ano.”

“Quando você olha para trás agora, para como foi a temporada, sabemos sobre o início difícil que tivemos devido aos freios, já no teste do Bahrein, que simplesmente nos colocaram em desvantagem em termos de desempenho inicial para entrar nessa nova era da Fórmula 1”, disse ele.

googletag.cmd.push(function() { googletag.display(‘dmp-v-par-3’); });

“Definitivamente não chegamos onde queríamos. Mas, ao mesmo tempo, acho que a equipe mostrou uma forte reação ao longo da temporada”, concluiu.

Outro motivo que causou preocupação dentro da McLaren, foi o fraco desempenho de Daniel Ricciardo. O australiano foi constantemente superado pelo companheiro de equipe, Lando Norris, e caso tivesse uma performance melhor, poderia ter ajudado a equipe estar na frente da Alpine entre os construtores, algo que foi feito basicamente por Norris, até o momento.

Comentários