Conexão MT

As Notícias se Encontram Aqui!

Lavrov convoca Ocidente e ONU a publicarem os nomes das pessoas mostradas como mortas em Bucha

24948408
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real CLICA AQUI

Nesta quinta-feira (22), o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, concedeu algumas declarações em torno da atual situação da operação militar da Rússia na Ucrânia durante reunião no Conselho de Segurança da ONU.
Segundo Lavrov, os referendos nas regiões de Donbass, Kherson e Zaporozhie são uma resposta ao apelo do presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, para que os russos deixem a Ucrânia.
“A apoteose foi uma entrevista com Zelensky em 5 de agosto do ano passado, que aconselhou a todos que se sentem russos pelo bem de seus filhos e netos a irem para a Rússia”, disse Lavrov acrescentando que o as decisões atuais sobre referendos “são uma resposta ao seu desejo [de Zelenskyy]”.
Ao mesmo tempo, o chanceler russo pediu aos países ocidentais e ao secretário-geral da ONU, António Guterres, que publiquem os nomes das pessoas que foram mostradas como mortas em Bucha.

“Apelo mais uma vez na presença do secretário-geral e ministros respeitados: por favor, faça com que as autoridades ucranianas tomem uma medida elementar – publiquem os nomes das pessoas cujos cadáveres foram mostrados na cidade de Bucha. Mais de um mês, ninguém ouve, ninguém quer reagir. Caro Sr. secretário-geral, pelo menos você use sua autoridade, por favor. Acho que será útil para todos lidarem com este episódio”, declarou.

Sobre o Ocidente, o ministro disse que “os países ocidentais estão se tornando parte do conflito na Ucrânia enviando armas para lá, desejando prolongar o conflito o máximo possível”.
“A posição dos países, que estão bombeando a Ucrânia com armas e equipamentos militares e treinando forças militares deste país, é especialmente cínica. O objetivo é óbvio e eles não o escondem, declarando prolongar os combates o máximo possível, apesar das baixas e danos, de modo a separar e enfraquecer a Rússia”, afirmou.
Ao mesmo tempo, Lavrov afirmou que todos os responsáveis ​​na Ucrânia por bombardear civis seriam responsabilizados, independentemente de sua cidadania.

“Casos criminais estão sendo investigados contra cidadãos do Reino Unido, Canadá, Estados Unidos, Países Baixos sobre o fato de mercenarismo e atos criminosos na Ucrânia. Garanto que todos os responsáveis, independentemente de sua cidadania, serão responsabilizados”, disse o ministro.

Comentários